Terça-feira, 20 de Novembro de 2007

Animal não é um brinquedo!!!

Animal não é brinquedo!

  

 

No processo de educação os pais devem ter a preocupação de ensinar a criança a ver o animal como um amigo que precisa ser protegido dentro e fora de casa, e não como um brinquedo. O contacto com os animais proporciona uma aproximação dela com o mundo natural desenvolvendo o sentimento de respeito a todas as formas de vida.

 

Até os quatro anos a criança vê o animal como um objecto, por isso é preciso que os pais lhe mostrem que os animais respiram, tem fome, sede, sentem dor e também amam.A partir dos dez anos é possível confiar os cuidados necessários à saúde do animal, sem que haja perigo de maus tratos, desde que sejam orientados correctamente.

"Crueldade infantil com os animais entre criminosos e não-criminosos" é o título de uma importante pesquisa realizada nos EUA, que visou estabelecer a relação entre a crueldade para com os animais durante a infância e o comportamento agressivo para com as pessoas, numa fase posterior da vida.

A análise aprofundada, permitindo traçar um perfil, foi possível através de entrevistas individuais com três grupos de homens: criminosos agressivos, criminosos não agressivos e não-criminosos.

Os elementos criminosos foram ouvidos nas prisões federais dos E.U.A. já os não-criminosos foram escolhidos ao acaso entre os habitantes de Kansas.

Cada entrevistado foi submetido a mais de 400 perguntas que incluíam aspectos como as relações familiares na infância e as atitudes com os animais.

Verificou-se que 25% dos criminosos agressivos informaram de cinco ou mais casos de crueldade contra animais em comparação a menos de 6% dos criminosos não agressivos e nenhum dentre os não-criminosos.

Os pais e educadores devem estimular as crianças a valorizarem as boas acções em prol dos animais. É preciso despertar o interesse do engajamento das escolas na luta em defesa dos direitos dos animais e preservação da natureza. A criança passará, assim, a trazer consigo um compromisso ético para com o meio em que vive, combatendo as atitudes do comportamento violento na sociedade, criando um mundo melhor.

Por Vininha F.Carvalho


publicado por ne.jr às 15:43
link do post | comentar | favorito

Dicas para que os animais tenham um Feliz Natal

O natal dos animais

 

A melhor maneira de garantir ao seu animal de estimação um feliz natal e um próspero ano novo, é mantê-lo longe das festas e na sua rotina alimentar.

O costume de oferecer os restos da mesa pode resultar em sérios problemas de saúde e até levá-lo a morte. Ossos de frango, de porco, de carneiro e caroços de frutas, especialmente de pêssego, pode causar obstruções de perfurações no intestino.Outro descuido grave é permitir a ingestão de bebidas alcoólicas. Uma pequena quantidade de cerveja, por exemplo, em muitos casos é suficiente para causar coma e morte rápida.

A chegada dos convidados para a festa pode alterar o comportamento do animal, onde mesmo os mais dóceis, podem se tornar agressivos diante de pessoas estranhas ao seu convívio.

É aconselhável que ele fique num lugar tranquilo e que possa ter acesso ao seu esconderijo, quando explodirem os foguetes.

Para quem deseja presentear alguém com um gatinho, é muito importante consultar o futuro proprietário, se ele deseja realmente ter, cuidar e se responsabilizar pelo animal. Entre os cães e gatos existem inúmeras raças, cada uma tem sua peculiaridade e isto deve ser analisado na hora da aquisição. A compra impulsiva de certas pessoas e a falta de orientação, associadas aos maus criadores resultam no aumento do número de animais abandonados ou sujeitos a enormes sofrimentos. Um presente muito interessante é oferecer ao amigo um animal adoptado, pois agindo assim, estará dando prova que sua amizade é sincera e sem preconceito.

Jamais entregue o gatinho durante a festa, isto poderá gerar muita curiosidade nas pessoas presentes e um enorme pânico no indefeso animalzinho. Infelizmente durante esta época do ano ocorre um crescente número de incidentes com os cães e gatos, mas evita-los é fácil, basta-se agir com os devidos cuidados. Guarde para o animal o seu melhor momento, sua intimidade.

Ele não precisa de muita gente em volta para se sentir feliz, mas de um dono consciente que saiba garantir segurança e muito carinho.

 

Por Vininha F.Carvalho


publicado por ne.jr às 15:31
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Animal não é um brinquedo...

. Dicas para que os animais...

. Este gato vai dar que fal...

. vejam...

. Como apresentar um cão a ...

. 10 Sinais que os Gatos fa...

. Criancinhas

. Curiosidades sobre gatos

. Factos e mitos acerca dos...

. Agressão felina

.arquivos

. Novembro 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds